top of page

Meu Blog 

Quer acompanhar o crescimento de seu filho até a adolescência?


O acompanhamento sequencial do crescimento do bebê é muito importante para saber como vai a saúde dele. A criança não deve ganhar pouco nem muito peso. O que se pode esperar nessa fase:

- Ganho de peso = 700 g/mês (20 a 30 g/dia).

- Comprimento = 3 a 4 cm/mês.

- Perímetro cefálico = 2 cm/mês.

Uma ótima forma de acompanhar o crescimento do bebê são os gráficos de crescimento. O objetivo do acompanhamento sequencial e gráfico dos dados de peso, estatura e circunferência craniana é diagnosticar precocemente qualquer coisa que não vai bem. Por exemplo: ganho de peso a mais ou a menos.

Depois, até o sexto mês, estes são os parâmetros esperados:

- Ganho de peso = 600 g/mês (15 a 20 g/dia).

- Comprimento = 2 cm/mês.

- Perímetro cefálico = 1 cm/mês.

De 7 a 9 meses:

- Ganho de peso = 500 g/mês (10 a 15 g/dia)

- Comprimento = 1 cm/mês

- Perímetro cefálico = 0,5 cm/mês

De 10 a 12 meses:

- Ganho de peso = 300 g/mês (10 g/dia).

- Comprimento = 1 cm/mês.

- Perímetro cefálico = 0,5 cm/mês.

O ritmo de crescimento é mais lento do que no primeiro ano de vida (primeiros 12 meses):

- Aos 12 meses a criança deve pesar 3 vezes o peso do nascimento.

- No segundo ano de vida (12 a 24 meses) o aumento de peso é em média de 2,0 a 2,5 kg.

- Em relação ao comprimento, no final do primeiro ano de vida (12 meses) a criança pode ter por volta de 75 cm.

- No segundo ano ela ganha em média 12 cm, chegando a cerca de 85 a 87 cm.

- O perímetro cefálico cresce cerca de 2,5 cm no segundo ano. O tamanho da cabeça da criança aos 2 anos representa 90% da circunferência craniana de um adulto.

O ritmo de crescimento é bem menor do que nos anos anteriores. Dos 2 aos 3 anos:

- Peso: aumento de 2,0 a 2,5 kg.

- Estatura: aumento de cerca de 7 a 10 cm.

- Perímetro cefálico: 1 cm.

Crescimento na fase pré- escolar:

Nessa fase o crescimento e, principalmente, o ganho de peso são bem menores do que na fase de lactente. O que pode dar a impressão para os pais que a criança não sai do mesmo peso e que não está ganhando altura como deveria. Entretanto, isso é o esperado mesmo. Em média, nessa fase, a criança ganha:

- Peso: em média aumenta 2 kg ao ano

- Estatura: por volta de 5 a 6 cm ao ano

Nessa idade o peso e a estatura também variam muito entre crianças da mesma idade, influenciado por fatores genéticos e ambientais. Por isso não é conveniente comparar seu filho com outras crianças de idade semelhante. O importante é que a criança esteja dentro da sua faixa de normalidade nas curvas de crescimento.

Crescimento na Fase Escolar:

Trata-se de uma fase de crescimento estável e essa estabilidade permanecerá até o início da puberdade, quando por ação hormonal o crescimento estatural sofre uma aceleração importante (período do estirão pubertário). Nessa fase o ganho de peso deve ser de:

- Peso: cerca de 2 a 2,5 kg ao ano

- Estatura: aumento de 4 a 6 cm por ano

* A variação de altura de criança para criança nessa fase pode ser muito grande – influencia por fatores genéticos e ambientais. Algumas entrarão na puberdade antes e outras depois. As meninas tendem a ser mais altas que os meninos, situação que se inverte no final da adolescência. Atenção ao ganho de peso excessivo nessa fase, é muito importante que a criança chegue na puberdade com a relação peso para altura equilibrada.

Crescimento na Adolescência:

O crescimento acelerado também é uma característica importante da puberdade. É mais pronunciado nas extremidades em relação ao tronco, e com isso os acidentes desastrados com as mãos são freqüentes até adaptação das novas proporções físicas. Na fase conhecida como estirão da puberdade, as meninas crescem 8 a 10 cm ao ano e os meninos, 9 a 12 cm. Como a puberdade feminina costuma iniciar antes da masculina, dos 10 aos 14 anos as meninas tendem a ser mais altas do que os meninos da mesma idade. A desaceleração do crescimento nas meninas ocorre após a menstruação, quando crescem em média 7 cm até a estatura final.

Destaques
Destaque
bottom of page