top of page
  • Dra Geórgia Fonseca

Cuidados com uma segunda gestação se você já tem um filho especial.



Além do aconselhamento genético, orientado por um geneticista. As minhas recomendações pessoais para uma mãe de criança especial que deseja ter um segundo filho estão abaixo. Lembre-se de que a visita ao médico geneticista é sempre essencial!

Sabe-se hoje que o autismo é um transtorno de origem genética, apesar dos gens ainda não estarem completamente esclarecidos. Segundo os estudos atuais há inúmeros genes apontados como foco: 2q, 7f, 16p e 7q32 e outros. Gêmeos monozigóticos têm 90% de chance de compartilharem o distúrbio e os casais que têm um filho com o transtorno têm aproximadamente 3 a 5% de chance de terem outro filho com o mesmo distúrbio. Todas as pesquisas atuais têm demonstrado que em cima da predisposição gênica ocorrerão fatores agressivos externos que, atuando no período perinatal (pré e pós natal), levam ao desencadeamento do fenótipo autista. Dentre estes estressores têm sido apontados produtos químicos, xenobióticos, poluentes e metais. Se uma mulher deseja ter um segundo filho, costumo dar as seguintes orientações para que a carga de agentes extressores seja minimizada: -Abolir o fumo ( O cigarro possui mais de 4000 substâncias tóxicas) -Abolir o álcool -Retirar todas as obturações de amálgama antes de engravidar. -Se está grávida, restringir ao mínimo o trabalho dentário e não usar materiais com mercúrio ou flúor. -A nossa água é fluoretada e os complexos vitamínicos para gravidez já contèm flúor. Quanto a estes, não usar os que contenham flúor em excesso. -Abolir frutos do mar não seguros.( Peixes podem conter mercúrio e outros metais) -Evitar cosméticos com chumbo (Cuidado especial com os batons!) -Uso de alimentos orgânicos. -Abolir panelas de alumínio/papel alumínio/embalagens. -Abolir desodorantes com alumínio. -Usar suplementos de cálcio e omega 3 durante a gestação. -Usar complexos multivitamínicos recomendados por seu obstetra. -Não usar vacinas para gripe ou outras que contenham mercúrio a não ser se extramamente necessárias. -Não usar plásticos em microondas para aquecer alimentos. -Preferir água mineral. -Tratar problemas digestivos (gastrites, etc..) antes de engravidar -Candidíase recorrente? Tratar antes e com cuidado! Considerar o uso prévio de fator de transferência.( Fale com seu obstetra) -Não usar tintas de cabelo(contem chumbo) ou produtos químicos no cabelo durante a gestação. -Não usar acetaminofen (Thylenol) durante a gestação. (Altera o metabolismo dos sulfatos) -Cuidado com excesso de excitotoxinas na dieta (glutamato, nitritos, propionato, fenóis) -Evitar contato com produtos tóxicos ou de limpeza em contato direto com a pele ou por inalação. -Evitar exposição ocupacional aos químicos e poluentes. -Considerar fazer um mineralograma antes de engravidar e tratar as possíveis deficiências. -Evitar o stress.( Parece óbvio, mas sei que é difícil). Vi em algumas apresentações internacionais que alguns autores recomendam que as mães considerem o uso da dieta SGSC. Creio que se pode considerar diminuir a sensibilização ao glúten durante a gestação e da caseína durante a amamentação. De qualquer modo recomendo que faça teste IGE e IGG para gliadina, glúten, leite de vaca e caseína antes de engravidar para saber se você tem alguma alergia ou sensibilidade. Dra Geórgia Meneses Fonseca

bottom of page