top of page
  • Dra Geórgia Fonseca

Atividade Física e Esporte para Crianças Especiais.


Vamos aproveitar esta época para falar da importância da atividade física para as crianças com problemas de desenvolvimento? Há uma meta análise deste ano e mais dois artigos que podem ser encontrados na íntegra na internet, mas que colocarei os links abaixo. Os resultados são claros na melhoria das habilidades motoras, sensoriais, comportamentais e da saúde física, produção de neurotransmissores e melhora dos marcadores metabólicos inflamatórios. Mas vamos falar um pouco do autismo. Hoje o TEA nos surpreeende pela sua diversidade de características e pelo fato de que, na aparência, as crianças se apresentam com um aspecto bastante hígido e saudável. Mas nós sabemos que muitos comportamentos apresentados pelas crianças do TEA podem ter relação direta com a sua experiência sensorial. O cérebro humano tem um processo de integração sensorial que é usado para organizar e interpretar os estímulos externos como o toque, o cheiro, as informações visuais, o som e até o movimento. As crianças autistas costumam apresentar sintomas disfuncionais neste processo sensorial, tornando difícil para elas processar corretamente as informações que são trazidas pelos seus cinco sentidos. A atividade física para elas vai muito além do ajuste corporal . O esporte para a criança traz sua contribuição social, terapêutica, corretiva e recreativa. Ele é uma importante ferramenta de inclusão favorecendo a autoestima da criança, a independência, a identidade corporal, a noção correta de seus limites individuais, a auto-valorização , o senso de pertencer à uma comunidade e superação. E todos estes são sentimentos capazes de fortalecer uma vida! Precisamos então do envolvimento da sociedade como um todo. Quando as crianças especiais estão incluídas no esporte, vemos aumentar a variedade de modelos sociais pela diversidade de seus participantes. Em 1975 a ONU declarou que a deficiência não impossibilita a pessoa de realizar quaisquer tarefas pois ela continua a ser social e que necessita apenas de modificações para facilitação de seu acesso e não de exclusões. Os modelos sociais têm se ampliado na sociedade moderna. E esta visão começa a ganhar espaço de acordo com a evolução sócio-consciencial-moral do ser humano e talvez alcancemos o dia em que todos estarão conscientes de que os sujeitos se diferenciam apenas por seus desejos, ideias e opções de vida. Um grande abraço a todos Dra Geórgia Fonseca

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29693781 Autism Res. 2018 Apr 25. doi: 10.1002/aur.1955. The effect of physical activity interventions on youth with autism spectrum disorder: A meta-analysis. Healy S1, Nacario A2, Braithwaite RE2, Hopper C2.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5840149/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5820623/

bottom of page