top of page

Meu Blog 

Mil dias de Oportunidades


Antes mesmo de pensar em uma boa educação ou em dar estímulos adequados para cada fase da criança, os pais devem estar atentos ao período que começa na concepção, passa por toda a gestação (270 dias), avança pelo primeiro ano da criança e termina após 2 anos de vida completos (730 dias), os primeiros mil dias de oportunidades. Certamente um olhar cuidadoso durante esse período é o primeiro e mais importante presente que os pais podem dar para o futuro dos seus filhos.

Nesta fase, a criança está em acelerado desenvolvimento físico, no qual os ossos estão se alongando, os músculos se fortalecendo e o cérebro ganhando volume. O peso triplica do nascimento até 1 ano de idade e as crianças crescem cerca de 2 centímetros por mês durante este período.

Nos primeiros mil dias, o desenvolvimento cognitivo também ganha destaque. O cérebro triplica de tamanho no término do segundo ano de vida e cerca de 80% da capacidade cognitiva do adulto já está desenvolvida.

Os bebês nascem com um sistema imunitário incapaz de protegê-los e, com a ajuda do leite materno, o intestino é povoado por bactérias benéficas ao longo dos 2 primeiros anos até a formação de uma microbiota intestinal equilibrada, capaz de inibir a entrada de vírus e bactérias nocivas para o corpo.

A programação metabólica

A alimentação da mãe durante a gravidez e da criança do nascimento até o final do segundo ano de vida exerce influência direta na saúde do bebê até a vida adulta. Conhecida como programação metabólica, a exposição a uma alimentação inadequada nos primeiros mil dias aumenta o risco de desenvolver alergias e ganhar peso excessivamente, e, como consequência, aumenta as chances de desenvolver doenças relacionadas com a obesidade como diabetes, hipertensão e aterosclerose.

Um exemplo da influência da nutrição no início da vida e seu impacto para a idade adulta é o papel protetor da amamentação na prevenção do ganho de peso excessivo. Bebês amamentados e não expostos ao consumo exagerado de proteínas no primeiro ano de vida tem 25% menos chance de serem obesos mais tarde. O leite materno é um alimento perfeitamente equilibrado para o bebê, com conteúdo protéico ideal para sua necessidade.

As premissas de uma nutrição adequada nos primeiros mil dias incluem:

Dieta materna equilibrada na gravidez;

Aleitamento materno exclusivo nos seis primeiros meses de vida;

Introdução alimentar repleta de frutas, verduras e legumes e quantidade adequada de proteínas, carboidratos e gorduras, acompanhada de aleitamento materno até os 2 anos de vida ou mais.

Cuidados simples e de fácil execução que, feitos com atenção e carinho, podem influenciar a saúde das crianças para o resto da vida.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Black RE, Allen L, Bhutta ZA. Maternal and child undernutrition: global and regional exposures and health consequences. Lancet. 2008; 371:243-260.

Gdalevich M, Mimouni D, Mimouni M. Breastfeeding and the risk of bronchial asthma in childhood: a systematic review with meta-analysis of prospective studies. J Pediatr. 2001; 139:261-6.

Günther AL, Remer T, Kroke A, et al. Early protein intake and later obesity risk: which protein sources at which time points throughout infancy and childhood are important for body mass index and body fat percentage at 7 y of age? Am J Clin Nutr. 2007; 86:1765-72.

Hanley B, Dijane J, Fewtrell M, Grynberg A, Hummel S, Junien C, Koletzko B, Lewis S, Renz H, Symonds M, Gros M, Harthoorn L, Mace K, Samuels F, van Der Beek EM. Metabolic imprinting, programming and epigenetics - a review of present priorities and future opportunities. Br J Nutr. 2010 Jul; 104 Suppl 1:S1-25.

Klement E, Cohen RV, Boxman J, et al. Breastfeeding and risk of infl ammatory bowel disease: a systematic review with meta-analysis. Am J Clin Nutr. 2004; 80:1342-52.

Koletzko B, Kries R, Closa R, Escribano J, Scaglioni S, Giovannini M, Beyer J, Demmelmair H, Gruszfeld D, Dobrzanska A, Sengier A, Langhendries JP, Cachera MFR, Grote V. The European Childhood Obesity Trial Study Group.Lower protein in infant formula is associated with lower weight up to age 2 y: a randomized clinical trial. Am J Clin Nutr 2009;89:1836–45.

Martin RM, Gunell D, Smith GD. Breastfeeding in infancy and blood pressure in later life: systematic review and meta-analysis. Am J Epidemiol. 2005; 161:15-26.

Schack-Nielsen L, Sørensen TIa, Mortensen EL, Michaelsen KF. Late introduction of complementary feeding, rather than duration of breastfeeding, may protect against adult overweight. Am J Clin Nutr. 2010 Mar; 91(3):619-27.

Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia. Manual de orientação: alimentação do lactente, alimentação do pré-escolar, alimentação do escolar, alimentação do adolescente, alimentação na escola. São Paulo: Sociedade Brasileira de Pediatria, Departamento de Nutrologia, 2006.

Tounian P. Programming towards childhood obesity. Ann Nutr Metab. 2011; 58 Suppl 2:30-4

Destaques
Destaque
bottom of page