top of page
  • Dra Geórgia Fonseca

Engatinhar é importante?


Mamãe, você não vê a hora de vibrar com os primeiros passinhos do seu bebê? Normalmente, os primeiro passos e as primeiras palavras são bem esperados pelos pais, porém, as etapas que vêm antes são de extrema importância para os pequenos, como o ato de engatinhar.

Engatinhar é superimportante para o desenvolvimento do seu bebê, afinal, é primeira ação de locomoção dos pequenos, quando eles começam a descobrir o mundo por si só.

Além de ser um ótimo exercício para coordenação motora – já que ajuda a desenvolver a capacidade de mexer bracinhos e perninhas simultaneamente –, esta atividade também favorece a coordenação visual, dá aos pequenos a noção de espaço e distância, e ajuda a alinhar a coluna, preparando-os, assim, para ficar em pé com mais firmeza e equilíbrio.

Mas, e os andadores?

Atualmente, muitos pais ainda optam pelos andadores para dar mais independência aos seus filhos e por acreditarem que são mais seguros, o que é um erro.

Os andadores não são recomendados nem pelos pediatras e muito menos pela Sociedade Brasileira de Pediatria, a SBP, já que estes acessórios são responsáveis por grande parte dos acidentes graves que acontecem com crianças menores de quatro anos de idade. Seus riscos vão desde queimaduras – devido à proximidade da criança com as tomadas e panelas –, intoxicações, afogamentos e, principalmente, quedas. Neste último caso, uma em cada três quedas resulta em lesões graves, como fraturas e traumas cranianos.

Sem contar que com a utilização do andador, pula-se a fase do engatinhar e todos os seus benefícios. Assim, a criança acaba demorando mais para ficar em pé e caminhar sem apoio.

No Brasil, diferentemente do Canadá, por exemplo, ainda não há uma legislação que proíba o uso dos andadores. Por isso, os especialistas contam com o bom senso dos pais. Fique atenta, mamãe!

Estimule seu bebê

A maioria das crianças começa engatinhar entre sete e oito meses. Claro que cada uma tem seu tempo, algumas nem passam pela fase do engatinhar, outras a pulam para tentar ficar em pé e depois acabam retornando a ela. O importante é incentivar o seu filho, e isso pode ser mais fácil do que você imagina, sabe como?

Se seu pequeno já senta, coloque-o no chão, em lugar limpo e seguro, e deixe-o livre para explorar. Outra dica bem bacana é colocar os brinquedos que ele mais gosta em seu campo de visão, mas distante do seu corpo; assim, para pegá-los, ele terá que se locomover.

E que tal você se colocar à frente do seu bebê e chamá-lo para vir até você? Além de ser um grande incentivo, você irá se deliciar com as risadas, gracinhas e esforço dele.

Mamãe, é importante que você saiba que existem diferentes modos de engatinhar. Podemos dizer que cada bebê tem um estilo: há os que engatinham sentados, com quatro apoios, bumbum para cima, com uma perna só, e por ai vai. Todas as variações são normais, mas caso ache algo estranho, não hesite em perguntar ao pediatra.

bottom of page